terça-feira, 12 de julho de 2011

Dados Sobre O "Bolinha" Euclides Pereira Rangel

No princípio dos anos 1950 fez parte do Trio Mineiro, com o qual gravou diversos discos. Em 1956, teve o bolero "Boneca cobiçada", de sua autoria e Biá, gravado pela dupla Palmeira & Biá, que tornou-se um grande sucesso e uma das músicas mais gravadas da Música Popular Brasileira. Em 1957, Cascatinha & Inhana gravaram a toada "Tropeiro gaúcho", de sua parceria com Cascatinha; Poly gravou o bolero "Perambulando", parceria com Zé Mineirinho, e os Irmãos Souza & Caçula gravaram a rancheira "Maria ciumenta" . Por essa época, atuou alternadamente com Sueli, Cidoca e Mineirinho, gravando diversos discos. No mesmo ano de 1957, gravou com Mineirinho a moda-de-viola "Maria", de sua autoria, e a toada "Triste noivado", de Cuiabá, Francisco Lacerda e Mineirinho, e com Cidoca (Aparecida Silvério), gravou o bolero "A boneca chorou", dele e Luizinho e o tango "Conveniência", dele e Brinquinho. No mesmo período, gravou com Cidoca e Sueli (Sueli Barreto Langgoth), o bolero "Deixa eu ficar", de sua autoria e o samba-canção "Lágrimas de homem", dele e Nhô Pai. Em 1958, Mazzaropi gravou a guarânia "Não chores mais" e o baião "Izabé". Em 1959, gravou com Cidoca e Sueli, o bolero "Andarilho", de sua autoria e o tango "Meu castigo", de sua autoria e Sueli. No mesmo ano, as Primas Miranda gravaram de sua autoria e Sueli, a guarânia "Gotinhas de saudade", e Palmeira e Biá gravaram a guarânia "Onde você foi".


Em 1960, Sueli gravou ao acordeon, o tango "Amar e sonhar", parceria dos dois e Nhô Pinta, e o bolero "Causa justa", em parceria dos dois. No mesmo ano, gravou com Sueli, de autoria da dupla, o bolero "Sombra amiga" e dele e Luizinho o tango "Mesa vazia". Em 1961, "Os Caminheiros" gravaram o rasqueado "Ciúmes que falam", dele e José Rosas, e o Duo Guanabara gravou dele e Fiico, a toada "Quarenta janeiros". Em 1962, gravou com Cidoca e Sueli a embolada "Empregando artista" e o rasqueado "Você mentiu", ambos de sua autoria e Zulmiro. No mesmo ano, Gauchito e Biazinho gravaram o rasqueado "Buquê de rosas", Luiz Carlos e Cláudia Barroso gravaram, dele e Luizinho, o tango "Prisioneira"; a dupla José e Maria gravou dele e Sueli o bolero "Causa justa", e dele e Luizinho, o tango "Sempre só".


Em 1963, gravou com Mireirinho, "Defeito dos homens", com Mineirinho, e "Catarina", de Savério Rondinelli. No mesmo ano, Luizinho, Limeira e Zezinha gravaram a moda "Linda fazendeira". Seu grande sucesso foi o bolero "Boneca cobiçada".

Nenhum comentário: